Centro de Gerenciamento de Resíduos - Biguaçu - SC

A Unidade

Inaugurado em 1991, o atual Centro de Gerenciamento de Resíduos - CGR Biguaçu foi criado para solucionar o problema com os resíduos da região metropolitana de Florianópolis, que, até aquele momento, não recebiam destinação ambientalmente adequada. Após aquisição pelo grupo VEOLIA, o CGR Biguaçu tornou-se referência em Santa Catarina, no tratamento de resíduos. Atendendo atualmente a um total de 1,4 milhão de pessoas, distribuídos em 23 municípios. 

A unidade ocupa uma área 86 hectares e tem capacidade para receber e tratar 1.500 toneladas diárias. Trata-se de uma central multi-tecnológica que conta com: Central de Tratamento de Resíduos de Serviço de Saúde (RSS), Aterro Sanitário Classe II, Armazenamento temporário de Resíduos Classe I, Estação de Tratamento de Efluentes, Estação de Queima Controlada de Biogás - com geração de créditos de carbono -, Unidade de Compostagem de resíduos orgânicos. Também está em desenvolvimento e implantação, uma Usina Térmica para de Geração de Energia Elétrica a partir do biogás gerado na decomposição dos resíduos.

Atividades de Gestão Operacional e Ambiental

A Veolia trata o assunto da proteção ao meio ambiente como um ponto estratégico para a sustentabilidade de suas atividades. Por isso, desenhou um sistema operacional de monitoramento ambiental que prevê:

- Drenagem, coleta e tratamento dos líquidos percolados;

- Drenagem, coleta e queima controlada dos gases gerados;

- Medidas de prevenção, minimização e controle de odores e ruídos;

- Monitoramento dos efluentes, das águas superficiais e subterrâneas.

O CGR Biguaçu segue os mais elevados padrões de qualidade e segurança operacional e conta com sistemas de impermeabilização e cobertura operacional com geomembranas de PEAD, somado a uma equipe técnica plenamente capacitada.

Possui uma moderna Estação de Tratamento de Efluentes para atendimento das demandas internas e externas. Possuindo também, moderno laboratório anexo à ETE, que permite o controle e o monitoramento de todos os processos, garantido assim a qualidade dessa operação.

Com a expertise da Veolia na área ambiental, o CGR Biguaçu foi pioneiro na instalação de um sistema automatizado para a extração e queima controlada do biogás gerado pela decomposição dos resíduos. Desde 2008 possui a certificação do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) junto a ONU, realizando a venda de créditos de carbono. A prática contribui no esforço contra as mudanças climáticas ao reduzir o lançamento de gases de efeito estufa na atmosfera. Em breve, a unidade receberá usina térmica para geração de energia elétrica a partir do biogás.

A central de tratamento de resíduos de saúde do CGR Biguaçu, opera equipamento de esterilização a vapor - Autoclave - que possui funcionamento automatizado controlado por indicadores de desempenho.

Por conta do Programa de Educação Ambiental, a Veolia assume o compromisso de disponibilizar equipe técnica e recepcionar visitantes.

 

 

Biguaçu - SC
Centro de Gerenciamento de Resíduos

Contatos

Telefone: (48) 3324-0056

E-mail: [email protected]

Endereço: BR 101, KM 177, AREIAS DE CIMA. CEP: 88160-000. BIGUAÇU/SC

Horário de Funcionamento: de segunda a segunda, 24 horas.

Portaria 24 horas
  • Controle de acesso de veículos transportadores;

  • Controle de funcionários;

  • Controle de visitantes;

  • Controle de prestadores de serviços.

 

Serviços
  • Coleta e transporte e destinação final de resíduos sólidos comuns, recicláveis e de coleta pesada com característica de comum;

  • Coleta e transporte e tratamento de efluentes;

  • Serviços de destruição, destinação final e/ou disposição final de RSU;

  • Tratamento e disposição final de Resíduos de Serviço de Saúde RSS dos grupos A, B, D e E;

  • Armazenamento temporário, tratamento e disposição final de resíduos químicos, tóxicos e perigosos - Classe I.

Projeto MDL - Mecanismo de Desenvolvimento Limpo

Com a expertise da Veolia na área ambiental, o CGR Biguaçu possui a certificação do sistema automatizado para a extração e queima controlada do biogás gerado pela decomposição dos resíduos e pretende implantar sistemas de aproveitamento desde biogás.

A prática contribui no esforço contra as mudanças climáticas ao evitar o consumo de recursos naturais não renováveis e reduzir o lançamento de gases de efeito estufa na atmosfera.

  • Estação de queima controlada do biogás gerado no aterro sanitário;

  • Captação forçada do biogás;

  • Sistema 100% automatizado;

  • Venda de créditos de carbono;

  • Projeto homologado pela ONU.

Recebimento de Resíduos
  • Operação 24 horas por dia, 7 dias por semana;

  • Média de descarregamento de 64 caminhões/dia;

  • Equipe treinada em procedimentos operacionais e de segurança;

  • Equipamentos apropriados de compactação;

  • Controle de compactação;

  • Controle de exposição de resíduos;

  • Instalação de cobertura provisória com ecomembrana (PEAD verde).

Depósito Temporário de Resíduos Classe I
  • Armazenamento Temporário de Resíduos químicos, tóxicos e perigosos;

  • Gestão e segregação dos resíduos através de incompatibilidade dos mesmos.

  • Envio das cargas para tratamento e destinação final;

  • Gestão da documentação de rastreabilidade (Manifesto de Transporte de Resíduos).

Estação de Tratamento de Efluentes
  • Tratamento biológico, físico-químico e esterilização de todo o percolado do aterro sanitário;

  • Recebimento de efluente externo para tratamento;

  • Tratamento médio de 25m³/h;

  • Controles de processos automatizados;

  • Projeto de Revamping da ETE em curso desde 2016;

  • Laboratório interno altamente equipado para controle do tratamento;

  • Análises externas periódicas para controles ambientais com laboratórios credenciados ao órgão de fiscalização competente.

Preparação de Novas Áreas
  • Drenagem subsuperficial;

  • Controle de qualidade da impermeabilização;

  • Instalação de GCL + PEAD + Geotextil;

  • Implantação de colchão drenante para percolado;

  • Preparação para drenagem de biogás.

Cuidados Ambientais e Responsabilidade Socioambiental

A Veolia trata o assunto da proteção ao meio ambiente como um ponto estratégico para a sustentabilidade de suas atividades.

Por isso, desenhou um sofisticado sistema operacionais de monitoramento ambiental que prevê:

- Drenagem, coleta e tratamento dos líquidos percolados;

- Drenagem, coleta e queima controlada dos gases gerados;

- Medidas de prevenção, minimização e controle de odores e ruídos;

- Monitoramento dos efluentes, das águas superficiais e subterrâneas.

A Veolia assume o compromisso de disponibilizar equipe técnica e recepcionar visitantes todas as quintas-feiras para que conheçam todo o completo, através de agendamento prévio.

Um fundo de reserva assegura a continuidade dos serviços de monitoramento ambiental mesmo depois de encerradas as atividades operacionais do CGR Biguaçu, que também conta com um Seguro Ambiental Internacional. Isso dá garantias adicionais aos serviços prestados pela unidade.

 

Monitoramento Ambiental

  • Monitoramento Geotécnico.

  • Monitoramento Águas.

  • Monitoramento de Ruídos.

  • Monitoramento de Fauna e Flora.

  • Licenças aplicáveis.

    • LAO 3593/2018 - Tratamento e ou disposição final de RSU.

    • LAO 4422/2016 - Armazenamento temporário de resíduos Classe I - Perigosos.

    • LAO 3040/2015 e LAO 933/2016 - Tratamento de resíduos de Saúde.

    • LAO n° 6350/2017, LAO n° 5833/2018 e LAO n° 8820/2018 - Licenças ambientais para coleta e transporte de resíduos de saúde, resíduo de construção civil, resíduo reciclado e coleta conteinerizada.